Economia

09/08/2018 01:27 Fonte: metronews

Sonho da casa própria exige planejamento e organização

Ter a casa própria é o sonho da maioria dos brasileiros e, nos últimos anos, tem se tornado algo cada vez mais possível para muitos, graças às diversas alternativas disponíveis e à maior liberação de crédito. Porém, é preciso planejamento para fazer este investimento, já que ele irá interferir completamente na sua vida. Afinal, uma grande quantia de dinheiro será desembolsada. Não sabe por onde começar a se organizar? Confira dicas ao lado para adquirir o seu 1º imóvel sem dores de cabeça.

Saiba planejar e realize seu sonho

Avalie o seu orçamento - Um imóvel não é barato. Então, se a decisão é fazer a compra, é preciso estabelecer o valor disponível para realizar o investimento. A 1ª etapa é economizar para a entrada. Quanto maior o valor que o interessado tiver, menor serão as parcelas no financiamento, caso opte por essa modalidade. 
Para dar início a um financiamento, os bancos costumam aceitar uma entrada de 20% do valor total do bem. É preciso avaliar os rendimentos e gastos e ver o quanto se pode poupar por mês.  

À vista – Esse é o sonho de qualquer pessoa: pagar o imóvel de uma vez, evitar juros e parcelas por anos. Uma dica é complementar o valor com os recursos do FGTS. ]

Financiamento – Nesta opção é indicado pagar o valor de entrada mais alto possível para ter uma redução no valor, juros e quantidade de parcelas. O ideal é conseguir pagar já à vista pelo menos 30% do valor do imóvel. Com quantias menores, o melhor é esperar e juntar mais dinheiro. A parcela de financiamento deve corresponder a, no máximo, 20% de sua renda, explica a Credmov, empresa especialista em financiamentos imobiliários. 

Consórcios – Para quem não tem pressa para ocupar o imóvel, os consórcios são uma boa alternativa, visto que possuem juros menores, menor quantidade de parcelas e custos menores. Além disso, o beneficiário tem chances de ser sorteado nos leilões promovidos pela administradora do consórcio, adiantando o recebimento. 

Imóveis novos ou usados – Os imóveis novos têm a vantagem de estarem teoricamente em melhores condições que os usados, porém são mais caros. No entanto, em casos de casas ou apartamentos muito antigos, o custo de reforma do imóvel ultrapassa a diferença de valor. 

Gastos e despesas extras – Existem taxas de transferência, documentação, taxas de encargos bancários, entre tantas outras, a serem quitadas. Deve-se avaliar esses custos também caberão no seu orçamento. Comprar um imóvel sem ter condições de mantê-lo não é indicado e pode causar problemas financeiros.


RECEBAINFORMATIVOS

Receba novidades sobre vagas de emprego e notícias do site em seu e-mail

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.
Copyright 2010-2017 INFORMA ABC © Todos os direitos reservados.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo